terça-feira, 18 de outubro de 2011

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Ceir, Seid e Fundespi efetivam parceria para incentivar esporte paraolímpico

O presidente da Fundação dos Esportes do Piauí (Fundespi), Marcos Aurélio Sampaio, esteve no Centro Integrado de Reabilitação – Ceir, na manhã desta quarta-feira (5), para conhecer as instalações do Centro e discutir propostas que efetivem e fomentem o esporte paraolímpico no estado.
Na visita esteve presente o secretário da SEID, Helder Jacobina, o presidente da Associação dos Deficientes Físicos de Teresina, Alexandre Almeida, o coordenador da Fundespi, César Gabriel, o educador físico do Ceir, Childerico Robson, o superintendente executivo do Ceir, Francisco Alencar e o superintendente administrativo do Ceir, Edson Arruda.
O Ceir trabalha com a reabilitação física de pessoas com deficiência. Durante as sessões de reabilitação desportiva, muitos atletas já foram ‘descobertos’, já que o setor de RD além de ser voltado ao tratamento e reinserção do deficiente na sociedade, também efetua a orientação e estimulo ao paciente, visando inserir aqueles com melhor desempenho esportivo em atividades competitivas.
Durante a manhã os visitantes prestigiaram uma partida do futebol de amputados, uma das modalidades praticadas pelos pacientes do Ceir.
A parceria entre o Ceir, Seid e Fundespi inicialmente se concentrará na realização de uma capacitação voltada as pessoas com deficiência física que tem interesse pelo voleibol sentado, modalidade criada em 2007.
O secretário Helder Jacobina explanou que o incentivo para a área de esporte paraolímpico deve ser constante e que a capacitação só reforçará essa proposta.

Futebol para amputados e Grupo de Capoeira do Ceir fazem apresentação no I Congresso Internacional das APAEs

A equipe de futebol de amputado e o grupo de capoeira do Ceir (Centro Integrado de Reabilitação) fizeram uma apresentação na manhã desta sexta-feira (30) no Congresso Internacional das APAEs e Instituições Congêneres, realizado no Atlantic City, zona Sudeste de Teresina. O evento teve abertura na última quarta-feira (28) e discute temas como inclusão social da pessoa com deficiência e políticas públicas voltadas a área.

As duas modalidades esportivas são compostas por pacientes que fazem reabilitação no Centro e descobriram, durante as sessões de reabilitação física, habilidades com os esportes. Além de contribuir no tratamento motor, o futebol de amputados também contribui para melhorar a auto-estima dos atletas.
src=/ckfinder/userfiles/images/IMG_2671.jpg

O time, coordenado pelo educador físico do Ceir, Childerico Robson, jogou uma partida de apresentação para os participantes do Congresso. Na ocasião, outras atividades esportivas também aconteciam, como o basquete com os times das APAEs de Teresina e Parnaiba, badminton e futsal.
src=/ckfinder/userfiles/images/IMG_2681.jpg

Carlos Roberto, que faz parte da Federação Piauiense de Esporte da Pessoa com Deficiência do Piauí, explica que o espaço onde acontecem os jogos, foi planejado para ser uma área de recreação e também para oportunizar a promoção dos esportes para deficientes.


No congresso estão sendo contemplados vários eixos temáticos como família, políticas públicas de inclusão social, direitos e garantias, acessibilidade, saúde, sexualidade e esportes. Pelo menos 430 pessoas diretamente ligadas às Apaes participaram do evento.

FONTE: www.ceir.org.br