segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Com calendário cheio, tiro com arco faz 2ª etapa com estreia de paratleta


Joelson Pessoa vai disputar 2ª etapa do Piauiense, no fim de semana, em nova categoria. Torneio serve de prepação para eventos nacionais e sul-americanos


Por Emanuele Madeira
Teresina
 Joelson Pessoa abre os caminhos para
os paratletas 
(Foto: André Sampaio/FPTARCO)
O calendário de competições das modalidades olímpicas começou com tudo. Os atletas do tiro com arco, por exemplo, vão para a segunda etapa do Campeonato Piauiense. A competição acontece nesse domingo, às 14h, no setor de esportes da Universidade Federal do Piauí, em Teresina. Reunindo 18 atletas, a etapa vai ser palco da estreia em competições do primeiro paratleta do tiro com arco no Piauí: Joelson Pessoa.

No ano passado, a parceria entre o CEIR e a Federação Piauiense de Tiro com Arco introduziu a modalidade no estado de forma tímida, fazendo uma aposta. Aos poucos ela vai se tornando realidade, mas até mesmo o contato de Joelson é recente. E quando falamos recente não é exagero: fazem exatos seis dias desse primeiro encontro. 

- Estou iniciando agora e ainda estamos organizando até mesmo os horários de treino. Eu fazia natação, cheguei a competir nos 50m nas categorias peito, costas e livre. No basquete eu brinquei, mas nunca cheguei a competir, mas no Tiro com Arco estou gostando – disse.

Ele ainda não sabe bem com qual arco vai competir se com o arco recurvo ou composto, mas certamente vai fazer história pelo pioneirismo na categoria. Assim como André Sampaio e Bráulio Normando que começaram muito bem o ano com a liderança no ranking nordeste de suas categorias. Bráulio Normando, para melhorar as notícias, ainda figura em quinto lugar no ranking nacional.

Joelson Pessoa em seu primeiro contato com a nova modalidade (Foto: André Sampaio/FPTARCO)

E as boas notícias não param por aqui. A segunda etapa é preparatória para a sequência de outros campeonatos importantes quem os atletas vão enfrentar. Um deles, o Brasileiro, acontece em Teresina.

- Conseguimos trazer essa etapa do Brasileiro para Teresina e o Sul-Americano. Nesse, competiremos e, com o cruzamento das planilhas, vai ser definindo um ranking sul-americano da modalidade – explicou André Sampaio, presidente da Federação.


sábado, 20 de fevereiro de 2016